2 de agosto de 2010

Os Homens que Encaravam Cabras

É um filme. Creio que seja o melhor modo de avisar de modo direto a que se refere o título bizarro do post, que também é um título bizarro para um filme. E pra ser rápido no gatilho, antes que você pense que eu estou resenhando um filme pornô zoófilo, o elenco é composto por Ewan McGregor, George Clooney, Kevin Spacey e Jeff Bridges. Atraí a sua atenção? Espero que sim.


Os Homens que Encaravam Cabras (The Men Who Stare at Goats, 2009) conta a história de um repórter (Ewan McGregor) que descobre um programa secreto do exército americano voltado ao treinamento de soldados paranormais, comandado por um coronel estudioso dos movimentos Nova Era (Jeff Bridges). Assim como o símbolo hippie ao lado da frase "Nascido para Matar" no capacete do soldado Joker, em Nascido para Matar, de Stanley Kubrick, a grande piada do filme é a evidente contradição do militarismo norte-americano em se apoderar de técnicas de meditação, yoga ou viagem astral para formar um exército.  Se a história soa surreal demais pra você, ou se ela parece completamente sem pé nem cabeça, aí vem a melhor parte: o filme é baseado numa história real. O programa realmente existiu - se é que ainda não existe. Se quiser saber mais sobre o assunto, pesquise sobre o First Earth Battalion.

Voltando ao filme: quem se lembra da primeira metade de Nascido para Matar, que mostra o treinamento extremamente rígido dos novos recrutas, certamente irá morrer de rir com os diversos flashbacks do treinamento dos "guerreiros Jedi" - como eles próprios se denominam - que são mostrados ao longo do filme, conforme o personagem de George Clooney (o mais poderoso dos "Jedi") vai narrando a história do Exército da Nova Terra para o repórter. Em vez de marchar, dançar. Em vez de manejar armas, manejar o espírito. Em vez de praticar pontaria, tentar parar o coração de uma cabra apenas com o pensamento (entendeu o título agora?). Se não fosse uma história real, eu acharia se tratar de uma paródia.

George Clooney faz um trabalho excelente e arranca boas risadas toda vez que tenta demonstrar alguma das técnicas de efetividade duvidosa aprendidas no treinamento - e é muito bom vê-lo fora do papel de galã. Jeff Bridges, no papel de um coronel hippie, também está fantástico como sempre. Ambas as atuações são tão boas que o aclamado Kevin Spacey, apesar de continuar impecável, fica completamente obscurecido. E um detalhe que torna tudo um pouco mais engraçado é o fato de Ewan McGregor já ter interpretado um Jedi (Obi-Wan Kenobi, nos três filmes mais recentes de Star Wars).

Os Homens que Encaravam Cabras é, ao melhor estilo Irmãos Cohen, uma ridicularização tanto do militarismo americano quanto da ingenuidade hippie/nova era - e da tentativa por si só ridícula de tentar unir as duas coisas. Ainda assim, o posicionamento do filme é mais favorável aos hippies. Afinal, se é pra ser ridículo, é melhor que seja de um modo que não faça mal a ninguém.

Detalhe importante: eu ia colocar o trailer aqui no blog, mas achei melhor não fazê-lo. Recomendo a todos que não assistam o trailer, porque ele entrega algumas das melhores passagens do filme (quando você vai assitir, já sabe o que vai acontecer). Vão direto pro filme e não se arrependerão.

Um comentário:

Lana Melo disse...

ilário!!!!

 
BlogBlogs.Com.Br