16 de abril de 2010

As Obsessões e o Aproveitamento de Tempo

Há muitos e muitos anos, quando eu ainda assistia a filmes dublados na Tela Quente, assisti um filme no referido programa chamado "Sem Sentido". O filme é uma comédia idiota e não vale a pena ser comentado. Mas nesse filme havia um personagem (interpretado pelo Matthew "Salsicha" Lillard) que a cada semana aparecia com uma nova filosofia ou estilo de vida. Um dia ele era gótico, no outro budista, no outro asceta... vocês entenderam. E, numa cena, o protagonista fala pra ele: "Escolhe uma obsessão e fica com ela!"

Se tem algo de que eu me orgulho, é da minha capacidade de retirar informações úteis de situações completamente inúteis. Tudo bem, eu me orgulho de várias outras coisas e essa não é a maior delas, mas eu ainda acho que é uma boa habilidade, tá? O fato é que essa cena ficou marcada no meu subconsciente até ser despertada por duas coisas que eu vi hoje.

A primeira delas foi o site The Pirate King. Este sujeito, Rob Ossian, até onde eu descobri e até onde eu me permiti perder tempo lendo o site dele, trabalhava como ator em parques temáticos, andando fantasiado de pirata, cowboy, etc. Pra trabalhar como "personificador" de pirata (coisa que muita gente faria sem o menor critério), ele nutriu uma obsessão que o tornou um dos maiores especialistas em piratas do mundo. Ele assistiu a cada filme de pirata já produzido (inclusive os pornôs!), conhece termos de navegação moderna e do século XV, canções do mar e sabe comandar caravelas. É difícil de acreditar que isso tudo tenha sido obra de uma pessoa só. E hoje o cara é formado em arqueologia submarina e participou de várias expedições a navios naufragados.

A segunda foi o Projeto Tony Stark, do Thiago Borbolla (a.k.a. Borbs, a mente nerd maligna por trás do Judão). O objetivo do Borbs é sincronizar o seu PC, Mac, iPod, iPhone, e o escambáu para organizar os compromissos, indexar toda a informação que ele considerar importante e mantê-lo atualizado o tempo todo e em todos os lugares, acessar e comandar os computadores remotamente, dentre outras coisas do gênero. O tipo de coisa que leva tempo e requer uma dose considerável de esforço e organização para acontecer.

Sem questionar a utilidade ou necessidade de qualquer uma das duas iniciativas, o que é notável é o poder que a fixação em um determinado assunto tem, e o tipo de produto que essa fixação gera. Também por isso que os nerds estão dominando o mundo: a definição clássica de nerd é alguém que é fissurado em um  tema, acumula informação e aprende tudo sobre ele até se tornar um expert. E aí pode ser qualquer assunto. A imagem estereotípica do nerd é o cara no computador, vídeo-game ou loja de quadrinhos, mas um nerd pode voltar sua devoção a coisas como política, futebol, história ou mesmo pornografia (é, às vezes o cara é só nerd, não necessariamente tarado). É daí que saem os analistas políticos, os Galvões Buenos, e os Ralph Whittington.

O que eu quero dizer com isso tudo é que o conselho do filme imbecil vale para todos nós. Porque o tempo que você perde lendo sites sobre piratas ou delírios de hiperinformação poderia ser muito mais bem empregado se você escolhesse uma obsessão e ficasse com ela. Geralmente, essas pessoas fazem das suas obsessões seu meio de vida. É evidente que existem as obsessões inúteis, como coleção de tampinhas de garrafa (e a maior parte das coleções, se analisar bem), mas algumas podem se converter no seu ganha-pão. Ou você pode, se conseguir, converter o seu ganha-pão na sua obsessão.

O que é estranho é como algo que já foi considerado uma desvantagem ou mesmo uma doença passe a ser algo desejável no mundo atual. Nessa sociedade superespecializada em que nós vivemos, você precisa ter uma obsessão.

Um comentário:

F disse...

eu gostaria de acrescentar que quando um nerd eh referencia em mais de dois ou tres temas, ele eh promovido a oraculo. e eu tenho um grande amigo que ostenta esse titulo. rock progressivo, poker, Magic, the gathering, Tolkien... ele sabe TUDO sobre esses (e outros temas).
quanto ao galvao bueno ser nerd, discordo. ele eh um mala. so isso.

 
BlogBlogs.Com.Br