8 de dezembro de 2009

O mundo visto através das propagandas

A publicidade está em todo canto hoje em dia. Até na roleta da catraca do metrô, ou nos degraus das escadas dos terminais de ônibus. Boa parte da nossa programação televisiva é preenchida por comerciais. Assim, se a nossa civilização por acaso se extinguir de repente, eu não me admiraria se, para a compreensão do nosso tempo, uma das principais fontes para os arqueólogos do futuro fossem as propagandas. O que os levariam a algumas conclusões bastante interessantes. Imagino algo assim: no início do século XXI...

  • A limpeza dos vasos sanitários era alvo de extrema preocupação. Tanto pela quantidade de produtos no mercado quanto pelo investimento em propaganda.


  • Carros eram extremamente caros e só as pessoas realmente bem sucedidas ou fisicamente atraentes podiam comprar um.
  • Os perfumes tinham efeitos alucinógenos, e os fabricantes usavam os efeitos psicotrópicos para atrair a clientela.


  • As bebidas alcoólicas eram consumidas em maior quantidade pelos homens, por terem a capacidade de atrair as fêmeas da espécie
  • As famílias eram todas nucleares, tradicionais, e a relação entre pais e filhos era sempre ótima.
  • Os serem humanos viviam em guerra constante para manter a supremacia no planeta contra outras espécies ameaçadoras: os insetos.



  • Abdominais eram a forma de exercício mais praticada em todo o mundo.
  • Os celulares nunca falhavam.
  • Os cartões de crédito eram gerenciados por ONGs, cujo objetivo era realizar os sonhos das pessoas.
 Eu pensei em fazer uma outra versão, "o mundo visto através do youtube", mas a coisa lá é tão insana e tosca que só pode ser o mundo real mesmo. 

    8 comentários:

    fabi disse...

    e quem seriam os arqueologos do futuro, ja que voce supos primeiro que nossa civilizacao estaria extinta??? Alguem??

    fabi disse...
    Este comentário foi removido por um administrador do blog.
    fabi disse...

    ta bem, nem TODAS as civilizacoes...
    ta booooooooooom

    fabi disse...

    o seu ponto de vista sobre o tema e otimo. gostei.

    Diogo de Lima disse...

    ué civilazão não é o mesmo que espécie. No começo eu estava pensando em escrever "se chegassem extraterrestres aqui", mas aí achei que a coisa poderia soar meio riponga V.M. Rabolu demais, e desisti...

    fabi disse...

    mas eu ainda nao entendi em que planeta, pra que especie e pra qual civilizacao e' considerado normal bater a porta de alguem perguntando sobre a limpeza do vaso sanitario...

    Futurologo do planeta Qwerty disse...

    Obrigada, senhor Diogo, vou usar essa informaçao do passado em minhas previsoes e elas serao um sucesso.
    A proposito, que coisa mais anos 2000 essa playlist ai no canto!

    Leitora indignada disse...

    ei, voce removeu minha postagem, como assim???

     
    BlogBlogs.Com.Br