2 de novembro de 2009

E o ser humano continua não me deixando na mão

O tempo passa, o tempo voa, até a poupança Bamerindus já bateu o trinta-e-um e a humanidade continua bestial como sempre. Muita gente já deve ter ouvido o bafafá, mas como só fiquei sabendo do ocorrido hoje, eu vou comentar o caso atrasado assim mesmo. O vídeo abaixo é imprescindível para a sua compreensão.


Alguém mais lembrou dos macacos no início de 2001, Uma Odisséia no Espaço?

Não tive saco de ver os outros vídeos, a mulherzinha já até deu entrevista pra um desses programas apelões do meio da tarde em emissoras classe C, mas isso não me interessa.

Imagina a seguinte situação: você está numa sala de aula, e de repente alguém grita:
- Tem uma menina com uma minissaia curtinha no corredor!
Você:
a) Continua assistindo a aula normalmente, pensando: e daí? Grande coisa.
b) Vai até a porta da sala e dá uma espiadinha.
c) Comenta com os colegas: "isso é roupa pra assistir aula?"
d) Corre até o corredor, tenta achar a sala em que a guria entrou, se pendura na janela pra espiar lá dentro, grita, assobia, e reúne um coro de gente pra gritar "PUTA! PUTA!"

É, eu escolheria a letra a, mas até entenderia quem escolhesse b ou c. O problema é que a letra d, por mais absurda e imbecil que pareça, foi a escolha da maioria dos alunos da Uniban. Pensa, por um minuto, que você não viu o vídeo. Se alguém te contasse que uma mulher reuniu uma universidade de 4 andares, cheia de gente, e teve que sair escoltada pela polícia para não ser linchada simplesmente POR USAR UMA MINISSAIA, você acreditaria? Dá pra acreditar que em pleno século XXI - não que o século XXI seja grande coisa só por ser depois do XX, mas é porque, supostamente, o presente é o auge da nossa evolução - que uma mulher possa correr o risco de ser linchada por usar uma minissaia?

O pior é o rumo que a discussão tomou, nos comentários do vídeo. Já disseram que isso é falta de gezuis no coração dos jovens, já invocaram até a história de Maria Madalena (muito propriamente, mas com a intenção errada). Aí nós passamos do bando de macacos para os pregadores do deserto. 3000 anos de evolução, arte e cultura pra isso?

2 comentários:

Raquel Beatriz disse...

resposta: toda atitude de multidão é burra. pensei seriamente em fatos unânimes e conclui que multidão é burra.

Anônimo disse...

Ela vai posar pra Sexy... segundo comentários da própria "vítima", esse episódio foi a melhor coisa que poderia acontecer pra ela... vai entender... Diego

 
BlogBlogs.Com.Br