22 de outubro de 2009

Top de 5ª - Top 10 piores clipes dos anos 80

Pois bem... estava eu googleando atrás do nome de uma música que tinha ouvido num filme, quando me deparei com o clipe dela. A coisa foi tão estranhamente bizarra, e o clipe linkava com outro igualmente estranho, e mais outro, e quando vi eu já tinha material pra um bom top. Não considerei as roupas horrendas e os cabelos hediondos, isso já foi excessivamente massacrado. A intenção aqui é demonstrar que a tosquice dos anos 80 era mais que estética: era uma tosquice conceitual.

#10 - Culture Club - Karma Chameleon;
Bem, nada contra o Boy George se vestir daquele jeito estranho e andrógino, eram os anos 80, a gente perdoa. Mas porque raios essa produção toda, e encenar essa historinha bocó sendo que isso não tem nada a ver com a música? E a insistência em mostrar alguém tocando a gaitinha toda vez que se ouvia o som do instrumento (não tiveram essa preocupação com nenhum dos outros) também é de matar.


Para ver o vídeo com uma definição melhor, clique aqui. A EMI não libera o clipe para reprodução direta.

#9 - Oingo Boingo - Stay;
Nada muito bizarro aqui, uma produção tosquinha, fantasmas voando por aí sem motivo nenhum, mas o que é realmente estranho é a cara do Danny Elfman e o do baixinho que toca contrabaixo. Dá um medo...


#8 - Guns'n' Roses - Don't Cry;
Eu sei, Don't Cry é de 1992, mas está aqui por 3 motivos: a musica foi composta em 1987, o clipe tem um espírito oitentista, e o top é meu, então que se dane. O excesso de poses, a fragmentação que faz com que o clipe não tenha sentido nenhum, e a vergonhosa tentativa do Axl Rose em se promover usando a imagem de garoto perturbado com grandes problemas psicológicos "olha, eu faço terapia" faz dessa obra uma jóia dos anos 80 em plenos 90.




#7 - Legião Urbana - Será;
"Ah, coitados, eles eram muito novos, uma banda iniciante sem recursos". É, é verdade, mas não é pela falta de produção que esse clipe figura aqui. É porque os caras eram muito feios! A falta sex appeal e de intimidade com a câmera é quase digna de vergonha alheia.
Veja o vídeo nesse link.
Mais um vídeo controlado pela EMI, e eu não consegui outro com boa resolução.

#6 - Queen - I want to break free;
Respeito, muito respeito. Eu adoro Queen, acho que o Freddie Mercury é o maior vocalista da história do rock, mas precisava disso tudo nesse clipe? De 2:15 a 3:15 é um minuto inteiro apenas de gente vestida de colã rolando por cima de gente vestida de colã, montinhos de gente parecendo pelada, entre outras coisas altamente improváveis de se encontrar em um clipe atual.



#5 - Bonnie Tyler - Total eclipse of the heart;
Quem nunca ouviu pelo menos o refrão dessa música não viveu os anos 80. E ela é brega. A cantora é brega. E o clipe... é uma aula sobre como se fazer um clipe brega. Pense numa coisa cafona para um clipe. Pombas voando? Tem! Velas? Claro! Cortinas esvoaçantes? Não poderiam faltar! Ninjas? É óbv... peraí! Ninjas?


Se você resolver assistir veja até o fim: o começo é bom, mas fica cada vez melhor.

#4 - Cindy Lauper - Girls just wanna have fun;
Sabe aquelas montagens de vídeo horrendas que fazem nas festas de 15 anos? Parece que a Cindy Lauper quis usar todos aqueles avançadíssimos "efeitos especiais" de uma vez só. Some-se a isso personagens caricatos e/ou monstruosamente feios, coreografias ridículas mal sincronizadas e o jeito extremamente peculiar da Cindy Lauper, e você tem essa pérola:



#3 - Zodiac Mindwarp - Prime Mover;
Acho que essa é a banda menos conhecida da lista, mas mereceu o podium com essa obra prima. Conteúdo: efeitos especiais que eram melhor não existir, performance exagerada, e, bem... a cena das doentes se transformando em tietes sedentas por sexo é impagável.



#2 - Twisted Sister - We're not gonna take it;
Os Twisted Sister já são uma aberração oitentista sem precisar de nenhuma ajuda, mas esse clipe no melhor estilo "coiote atrás do papa-léguas" colabora com essa condição. Esse clipe, parodiado na Ópera do Mallandro, entra em segundo lugar não apenas por ser tosco, mas por ter também rendido um filhote: um outro clipe deles mesmos (I wanna rock), que é igualzinho.



#1 - Men at Work - Down Under;
Nunca fui fã de Men at Work, mas achava que fossem uma banda mais séria. Porque raios alguém quereria fazer um clipe interpretando de maneira ridículamente literal cada uma das estrofes de uma letra que não faz sentido? E qual o significado do Koala de pelúcia? E quem foi o gênio da coreografia que bolou e treinou esses rapazes? São mistérios que nem o fim dos anos 80 conseguiu apagar. You better run, you better take cover.



Que posso eu dizer? É, eu realmente gosto de todo esse net-lixo.

3 comentários:

Adriana Gonçalves disse...

Eu amo as tosqueiras dos anos 80! Principalmente a Cyndi Lauper, ótimo top! rs

Beijos

Unknown disse...

Analisar clipes e considerar ruins por ter gente "feia" eh no minimo falta do q fazer na internet...da proxima vez,classifique pelos erros,pela falta d estrutura ou pelo non sense q os clipes oitentistas tem

Unknown disse...

Analisar clipes e considerar ruins por ter gente "feia" eh no minimo falta do q fazer na internet...da proxima vez,classifique pelos erros,pela falta d estrutura ou pelo non sense q os clipes oitentistas tem

 
BlogBlogs.Com.Br