28 de setembro de 2009

O Frangostein

Eu sou vegetariano, mas acho que vou falar pouco sobre vegetarianismo aqui. Esse não é um blog panfletário. Eu só estou dizendo isso porque vegetarianos veem o mundo com outros olhos. A maior parte das pessoas não pensa no que acontece nas "linhas de desmontagem" dos frigoríficos. E foi pensando numa delas que eu me espantei com algo que eu nunca tinha imaginado.

Estava eu no supermercado, passando por uma daquelas ilhas refrigeradas, quando me deparo com algo extremamente corriqueiro: uma montanha de frangos congelados. Não sei porque eu pensei na violência toda do processo, em como as partes são separadas sem a menor parcimônia. E me ocorreu uma idéia. Pra quem não está familiarizado com isso, os frangos congelados vem "recheados" com um pacote plástico contendo as partes menos nobres da carne: cabeça, pés, fígado, coração... É comum entre cozinheiros inexperientes esquecer de retirar o pacote plástico de dentro do frango antes de botá-lo pra assar, mas isso só acontece uma vez, pois o resultado é desastroso.

Enfim, o que me ocorreu, e nunca tinha me passado pela cabeça antes, é que essas vísceras, cabeça e etc. não pertencem necessariamente ao mesmo frango. Sou só eu, ou realmente é uma coisa muito estranha que esse monte de partes de diversos animais se unam pra criar a impressão de ser um animal só? Um Frangostein!

Ele vai puxar seu pé à noite

Eu não sou lá muito sensível à essa coisa de santidade de cadáver; pra mim um cadáver é só um monte de carne morta. Não há nada de estranho num pacote de coxas congeladas, por exemplo. Mas o que realmente me inquieta é que é tudo feito pra parecer que é parte de um mesmo animal. Pra quem acredita nisso, é algo que agrava a questão do carma: são vários carmas diferentes num mesmo pacotinho. Talvez seja tudo TOC de minha parte, mas as pessoas não estão sendo enganadas ao comprar vários pedaços de frango achando que estão comprando um frango só? Não existe algo no código de defesa do consumidor sobre isso?

4 comentários:

Mari disse...

Estranho... muito estranho.... mas eu gosto de carne, seja lá que frango for, de um ou de vários! Eu gosto de frango!

Diogo de Lima disse...

Ah, eu também gosto de frango, mas eu prefiro eles vivos e ciscando por aí.

EFGoyaz disse...

Uns dizem que a vida na Terra só seria possível graças à água. Mas os seres humanos só sobrevivem mesmo se tiverem fumaça pra respirar. Desde que o homem-primata virou homem-fumaça, seja de maconha, seja de automóvel, seja de churrasco. Cada fumaça mais cult que a outra. A fumaça maravilha esse ser demoníaco, que enxerga o mundo como sendo um Lego seu. Esse é um post panfletário. Mas mesmo assim, vale a pena ver o filme Terráqueos (os que derem conta) e A Carne é Fraca.

Diogo de Lima disse...

Bonito, Glaucio!

 
BlogBlogs.Com.Br